Book Creator

Chuva

by Eduarda Soares

Cover

Loading...
Chuva
Este ano realizamos a AL 1.1- Força gravítica e aceleração da gravidade, para determinar a aceleração da gravidade de um corpo, em queda livre, à superfície da Terra ou muito próximo dela e concluímos que esta não depende da massa, forma e volume do corpo.
O valor tabelado é, aproximadamente, 9.81 m/s^2
No 10º Ano realizamos a AL 1.1- Volume e número de moléculas de uma gota de água, para determinar a massa de uma gota de água que cai de uma bureta.
Consideramos para este estudo que:
m (gota chuva) m (gota bureta) 5.19 x 10^-2 g
A massa e/ou volume de uma gota de água de chuva é variável, bem como a altitude a que se encontram as nuvens, por isso, neste estudo trabalhamos com valores por estimativa, consideramos a altura mais baixa das nuvens e que a massa de uma gota de chuva é da mesma ordem de grandeza de uma gota de água que cai de uma bureta.
h 2.0 km
Determinamos, teoricamente na aula, a aceleração da gravidade de uma gota de água da chuva em queda livre.

Verificamos que é muito próxima da aceleração gravítica à superfície da Terra.
g ≈  9.71 m/s^2
Determinamos a velocidade de uma gota de água de chuva em queda livre, recorrendo exclusivamente às considerações energéticas.

Então:
fig. 4 - pg.83, e-Manual – Física 11 (Raiz Editora)
Considerando que é constante, a gota de água cai com movimento retilíneo uniformemente acelerado.
Como:
W (total) = Ec (final) - Ec (inicial)

Fg x d x cos 0º = 1/2 x m (vf^2 - vi^2)
...

Então:
vf ≈  197 m/s ≈ 709 Km/ h
Se uma gota de água da chuva caísse livremente atingia o solo com velocidade extremamente elevada, logo a chuva provocaria elevadíssimos "estragos" (o nosso cérebro abria a meio😂 ).
Isto não acontece devido à resistência do ar.
PrevNext