Book Creator

tangram_personagens para um Crisol de culturas _9ºi

by Daniel Almeida

Pages 2 and 3 of 138

tangram_
personagens para um Crisol de Culturas
9º i
Capacitação Digital de Docentes (C2M), 2022
Loading...
“tangram – personagem(s) para um Crisol de Culturas
Loading...
Esta proposta de trabalho procura participar no Projeto Cultura de Escola do deste ano letivo:
Loading...
- Escola, Crisol de culturas.
- Quais são as nacionalidades dos alunos que integram o agrupamento de Escolas Alberto Sampaio?
Loading...
Nacionalidades dos alunos que integram o Agrupamento Alberto Sampaio: Angola; Argélia; Argentina, Bangladesh; Brasil; Cabo Verde; Cazaquistão; Colômbia; Costa do Marfim; Egito; Espanha; Estados Unidos da América; Índia; Irão; Iraque; Japão; Jordânia; Letónia; Marrocos; Mexico; Moçambique; Nepal; Nigéria; Paquistão; Peru; República Dominicana; República Democrática do Congo; Roménia; Rússia; Síria; Tunísia; Ucrânia; Venezuela; Vietname; Zâmbia; (...)
Loading...
Loading...
Este "Bookcreator" foi desenvolvido/planificado no âmbito da Capacitação Digital de Docentes (C2M), Centro de Formação Braga Sul, 2022.
Loading...
“tangram – personagem(s) para um Crisol de culturas
Loading...
Loading...
Eric Carle, com o seu modo de trabalhar (estilo/”modus operandi”) foi a referência para iniciar as diferentes fases de trabalho.

Repara: Eric Carle Pintou/Riscou/ Criou texturas visuais em folhas em diferentes tamanhos. Posteriormente define os contornos dos seus personagens cortando as folhas de papel que tinha pintado.
personagem: O canguro Jean Polnareff
nacionalidade: Francês
(Sim, o nome dele foi inspirado no compositor frânces Michel Polnareff)

É o ano 2030 (quero pensar que, nesse ano, já terá acabado esta pandemia do Covid-19)

   Jean Polnareff é um canguru que nasceu em França (surpresa!). Os pais são australianos mas foram levados até França para serem expostos num Zoo.
Jean Polnareff passou os seus dias preso no Zoo sem nada para fazer que não fosse comer e sorrir para as câmaras. Ele apreciava bastante a moda e gostava de vestir roupas chiques, coisa que conseguia atrair mais clientes. Todo mundo gostava do Polnareff, gostavam tanto dele que este se transformou na mascote e principal atração do local. Comentários como “Ai que giro!” ou “meu Deus, já viste esse canguru? Que coisa fofa!” era o que lhe levantavam os ânimos diariamente.
Num dia bastante normal como qualquer outro, no Zoo, Polnareff estava a admirar-se no reflexo da água de um lago que tinha perto quando, de repente.... BOOM! Um pássaro bate contra ele. O Canguru, confuso, pergunta-lhe o que este estava a fazer por lá.
-Eu? Eu estava à procura de um Canguru muito parecido contigo. – respondeu o pássaro.
-Mas então tu não pedes desculpa? Tu queres porrada, não queres?! - disse Polnareff bastante chateado.
- Hey hey hey, calma! Eu não te queria fazer nenhum mal! Eu só estava distraído.
-Diz lá, em que posso ajudar-te? - perguntou Polnareff, já sabendo que o pássaro não lhe ia fazer mal nenhum.
(eu não disse até agora mas o nome do pássaro é Kaki)
(kaki é um gouldian australiano)
O pássaro veio trazer a excelente notícia de que os avós de Polnareff estavam vivos! Só havia um problema... Os avós estavam na Austrália.
- Uiiiii, e agora? Isso fica no outro lado do mundo e tu queres que eu vá até lá? E.. e.. o Zoo? Eu vou deixá-lo assim do nada?! As pessoas vão ficar tristes! - exclamava o Polnareff
- Tu preocupas-te com as pessoas? A tua vida é miserável, admite! Tu podes gostar da roupa etc., etc., mas olha, eu vou-te dizer uma coisa: o que preferes, ver os teus avós e voltar para a terra onde pertences ou ficar aqui pelo resto da tua vida e morrer à frente dos turistas como os teus pais?
-Também não precisavas de me lembrar dessa...
-É... peço desculpa! - disse o Kaki arrependido- Então, o que dizes? Vamos para a Austrália?
-Não parece uma má ideia... conhecer os meus avós deve ser uma coisa boa, certo?
-Claro que sim!- exclamou Kaki- Confia em mim, vai dar tudo certo! Ou assim espero.
   E assim foi, na noite desse mesmo dia, Polnareff conseguiu fugir do Zoo e apanhou um avião da Ryanair até a Austrália, juntamente com o seu novo amigo Kaki.
Polnareff encontrou-se com os seus Avós e ficou a viver na Austrália.

Kaki voltou à sua casa satisfeito com o que tinha feito.

E o Zoo, como perdeu o Polnareff, teve de fechar por falta de clientes. Mas atenção! Libertaram o resto dos animais que lá estavam.
                    
Agustin Fernandes
PrevNext