Book Creator

Trabalho de português

by Isabela Moreira

Cover

Loading...
Loading...
LKIH
Loading...
VIDAS
SECAS
Graciliano Ramos
Loading...
Aluna: Isabela dos Santos Moreira
Capítulo X- Contas
RESUMO
Fabiano recebia parte do que os cabritos e bezerros
rendiam, sabia que estava sendo roubado, e foi consultar a sua mulher, que com sementes realizou somas e subtrações, no dia seguinte, ao fechar negócio com o patrão notou que avia como de costume diferença entre as contas da mulher e do patrão. Ele reclamou e como sempre a mesma resposta, era por causa de juros. Inconformado disse que havia algum engano, com seu jeito bruto e sem saber ler, escrever ou realizar operações matemáticas não soube se defender, então foi ameaçado de ser demitido. Pediu desculpas, mas sabia q não existia juro algum, apenas ladroeira.
Decidiu então matar seu porco que estava reservado para o natal, e foi vende-lo na cidade. Mas o cobrador da prefeitura chegou com um recibo, cobrando um imposto, oque atrapalhou sua venda. Se fazendo de bobo juntou suas coisa e foi vender em outra rua, escondido. decidiu então nunca mais criar porcos. Pensou no que ia fazer no futuro, não iria fazer nada, sairia do seu serviço, iria morar na casa alheia enquanto os permitissem ficar, depois saindo pelo mundo para morrer de fome na catinga seca.
Comentário: A dureza da vida de Fabiano que por causa de seu jeito ''bruto'', tinha que lidar com a má fé das pessoas por causa de sua falta de informação e escolaridade, sendo roubado pelo seu próprio patrão. Gostei do capítulo pois retrata um fato ainda decorrente dos dias atuais.
A obra escolhida é a música Trabalhador-Canção de Seu Jorgehttps://youtu.be/eC5HXfR21lI
Pela parte que diz;
E sem dinheiro vai dar um jeito
Vai pro serviço
É compromisso, vai ter problema se ele faltar
Salário é pouco não dá pra nada
Desempregado também não dá
E desse jeito a vida segue sem melhorar
Que acaba por retratar a vida de Fabiano, que trabalha todos os dias, e recebe muito pouco, principalmente por ser roubado pelo patrão. Seu pagamento não da pra nada e se ele para de trabalhar o que espera é morrer de fome na caatinga seca.
RESENHA DO LIVRO OS SERTÕES
Aluna; Isabela dos Santos Moreira
9°C
Os Sertões-Euclides da Cunha
Editora: Ática|140 páginas| Guerra de Canudos| Adaptação, 2009
Retrata a guerra de canudos, não sendo uma ficção, aonde Euclides
da Cunha presencia guerra como correspondente do jornal O Estado de S. Paulo.

O livro é separado em três subtítulos, sendo eles A TERRA; aonde o sertão é descrevido. O HOMEM; onde fala sobre as raças mestiças e elementos
éticos, dando foco aos sertanejos, aonde apresenta a história de Antônio conselheiro e a Luta; onde retrata a guerra de canudos.

Antônio conselheiro tem como seu papel principal nessa obra, aonde é visto como um profeta, pelo povo sertanejo. Aonde seus fieis aumentavam a cada dia e iam para canudos, cidade fundada por Antônio conselheiro e seus fiéis.
Em 1986 Antônio Conselheiro mandou compra em Juazeiro madeira, para ser construída uma igreja nova.
Mas o material não foi entregue, e eles alegaram ficar com o dinheiro como pagamento da dívida de um assalto que seus jagunços teriam feito. Então o profeta decide invadir Juazeiro e retirar a madeira a força. O governo então
decide mandar soldados para lá, uma vez que começou a ver os seguidores de Antônio Conselheiro como perigosos. E assim a guerra se iniciou. Que é detalhadamente descrita no livro. Separada em 10 partes. O fim se dá com a vitória dos soldados e morte de Antônio conselheiro.  
O livro é bom, consegue retratar um acontecimento histórico, ainda conseguindo prender o leitor na narrativa. Sem contar que é uma obra literária brasileira muito importante. Acaba por não ser uma leitura fácil, tem por apresentar uma linguagem difícil, que requer mais atenção para ser possível entender a historia.
PrevNext