Book Creator

Macaco e Papai Deus

by Benjamin Mazini Costa

Cover

Loading...
Loading...
MACACO E PAPAI DEUS
Loading...
Loading...
Escrito por: Jiripoquinha ou Benjamin.
Loading...
Ilustrado por: Google
Loading...
Loading...
Há muito tempo tinha uma senhora (eu disse senhora
porque chamar de velha é um extremo desrespeito) que morava na floresta e criava abelhas. Vocês devem estar se perguntando: O que será que a senhora fazia com todo aquele mel? Bom, mesmo que não estejam se perguntando eu vou explicar. Ela ficava com a maior parte e o resto ela guardava em um pote e ia vender o mel na feira.
Um dia, a idosa estava indo vender seu mel na feira e acabou tropeçando em uma raiz. PLOFT!!! O pote de mel se espatifou no chão. E então a senhora saiu gritando e balançando as mãos:
Ai que desgraça, Papai Deus! Por que você me manda tanta desgraça?! E ela foi andando de volta para sua casa, desolada. Só que ela não sabia que tinha um macaquinho espreitando tudo. Aí ele desceu para ver o que era a tal desgraça. Primeiro o nosso amigo provou só um pouquinho e disse:
Desgraça é uma delícia!
Depois levou a mão inteira à boca:
Huuum, desgraça é bom demais!
Logo depois o esganado já tinha acabado com o pote inteiro e só conseguia pensar em uma coisa:
Quero mais desgraça.
Então, o Macaco lembrou que a velha (ele lembrou desse jeito porque antigamente ninguém tinha bons modos) tinha reclamado para Papai Deus, logo pensou que ele (Papai Deus) tinha desgraça. Nesse momento, nosso amigo que precisa de um dicionário, saiu pulando de galho em galho até a casa de Papai Deus. Chegando lá, Papai Deus perguntou:
O que você quer macaquinho?
O Macaco respondeu:
Ai que desgraça, Papai Deus!
Speech Bubble
Quero desgraça Papai Deus.
Papai Deus ficou espantado:
Quer desgraça Macaco?
O Macaco respondeu:
Sim, quero toda a desgraça que puder me dar!!!
Então Papai Deus foi para dentro de sua casa e pegou um saco de couro. Deu o saco para o Macaco e disse:
Este saco está cheio de desgraça, mas você só vai abrir ele quando estiver em um deserto onde não cresça nenhuma árvore.
O Macaco foi para o lugar que Papai Deus tinha pedido, ele estava morrendo de fome! Ele abriu o saco e de lá saiu uma verdadeira desgraça...
Do saco saiu um caçador de macacos vampírico e seus 666 cachorros demoníacos, uma preguiça-gigante, uma baleia orca em miniatura com 2x a força de uma baleia orca gigante, um gambá que luta kung-fu, um elefante dentro de uma geladeira, um exército de biscoitos de gengibre natalinos e alienígenas híbridos com monstros carecas. Essas criaturas (eu disse criaturas porque chamar de monstros ou bichos seria um desrespeito extremo) correram atrás do Macaco. Até que Papai Deus descobriu que o Macaco só queria mel. Então, ele fez chover mel e todas as criaturas explodiram (porque elas eram alérgicos a mel), o Macaco ainda aproveitou aquele mel delicioso e comeu com banana pelo resto dos seus dias. No final a história acabou em desgraça, não pro Macaco, nem pro Papai Deus, mas sim para as criaturas que saíram daquele saco.


Nota do autor: O Macaco usou o saco para guardar as suas bananas.

SOBRE O ILUSTRADOR
SOBRE O AUTOR
Benjamin, também conhecido como Jiripoquinha, nasceu em 2014 e não se formou ainda.
Ganhou o prêmio imaginário de mais criatividade que ele mesmo inventou.
O GOOGLE nasceu em um ano que eu não sei e se formou em uma matéria que eu não sei e em um ano que eu não sei.
PrevNext