Book Creator

Uma vela para Dario.

by LUIZA CRISTINA AURORA NUNES.

Cover

Loading...
Dalton Jérson Trevisan nasceu em Curitiba em 1925.  Estudou no Colégio Estadual do Paraná, e quando jovem, trabalhou na fábrica de vidros de sua família. Se formou na faculdade de Direito do Paraná,
Sendo atualmente a Universidade Federal do Paraná; Logo depois exerceu a advocacia em um período de 7 anos.
Quando ainda era estudante de direito, Dalton costumava lançar suas escritas em simples folhetos. Liderou um grupo literário que tinha vários escritores nacionais e internacionais por meio de traduções, os contos eram publicados em uma revista.
Dalton é um dos cronistas mais famosos da literatura brasileira, a maioria de seus livros são contos, publicou seu primeiro romance em 2013 que se chama A Polaquinha. Sua falta de presença na mídia gerou um apelido "Vampiro de Curitiba" pois não dava entrevistas e não aparecia em público.
Seu livro A Guerra Conjugal (1969) saiu das paginas e foi parar nas telas do cinemas que foi um sucesso, aclamado pela crítica e o público. Ganhou um premio Jabuti um dos ou se não o mais respeitado pela critica na nossa literatura.
Prémio Jabuti de Literatura (1960, 1965, 1995 e 2011)
Troféu APCA (1976)
Prêmio Portugal Telecom de Literatura (2003)
Prêmio Camões (2012)
Prêmio do Negrinho (2013)
SÍNTESE
OUTROS PERSONAGENS:
Uma vela para Dario conta sobre um homem chamado Dario, em uma noite úmida andando pelas ruas escuras, mal sabia que a sua hora teria chegado, deitado no chão pessoas passavam e se perguntavam o que a acontecera com esse homem, mas será que realmente se importavam ?
PERSONAGENS E DESCRIÇÃO
Dario é descrito como um homem apressado, que apresenta estar passando por problemas de saúde, era casado, utilizava uma aliança de ouro e fumava cachimbo.
- O senhor gordo, de branco: Ele sugere que Dario sofre de um ataque;

- O rapaz de bigode: Pede a todos que se afastem;

- As pessoas curiosas: Erguem os seus pés, para conseguir ver Dario;

- Os moradores da rua: Conversando de uma porta a outra;

- As crianças: Que acordam diante de tanto barulho;
OUTROS PERSONAGENS:
PERSONAGENS E DESCRIÇÃO
- O senhor gordo, de branco: Ele sugere que Dario sofre de um ataque;

- O rapaz de bigode: Pede a todos que se afastem;

- As pessoas curiosas: Erguem os seus pés, para conseguir ver Dario;

- Os moradores da rua: Conversando de uma porta a outra;

- As crianças: Que acordam diante de tanto barulho;
- A velinha de cabelos grisalhos: Ela grita que Dario está a morrer;

- O motorista do táxi: Se questiona de quem pagaria a corrida de Dario;

- As pessoas do café: Que desfrutam da noite;

- O terceiro: Sugere examinar os papéis de Dario;

- O guarda: Se aproxima do corpo morto de Dario e percebe os bolsos vazios;

- O senhor piedoso: Ele apoia o paletó de Dario para apoiar sua cabeça, cruzando as mãos no peito;
- O menino de cor: Ele acende uma vela ao lado do cadáver, demonstrando compaixão.
ANÁLISE CRÍTICA DO TEXTO
Esse conto aborda o quanto as pessoas podem ser frias diante a morte de desconhecidos, e menciona também sobre a solidão. Expondo o quão indiferente pode ser determinadas situações quando não as afeta diretamente. Ao decorrer da narrativa, seus pertences desaparecem, dando a entender que ele estava sendo uma vitima de roubo. Por fim, ninguém realmente se importou com Dario, somente uma criança,
PrevNext