Book Creator

Juntos somos mais fortes (no Planeta Arco-Íris)

by Maria Emilia Pereira

Cover

Loading...
Loading...
JUNTOS SOMOS MAIS FORTES (no PLANETA ARCO-ÍRIS)
Loading...
Loading...
ESCOLA BASICA DE SEROA
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FRAZÃO
PAÇOS DE FERREIRA
ANO LETIVO 2021-2022
Trabalho realizado por todos os grupos/turmas da Escola Básica de Seroa durante a Semana da Leitura 2022.
Com a disponibilidade de todos surgiu este trabalho.
Parabéns a todos os alunos pela sua criatividade e empenho, que este seja um de muitos livros escritos e lidos por eles.

O importante é "Ler sempre, ler em qualquer lugar"!
Introdução:

Há muito muito tempo, a deusa Iris tinha a função de arauto divino, ou seja de mensageira dos deuses. Nessa sua tarefa, Iris deixava um rasto de muitas cores pelos céus que atravessava e assim se formava o Arco-íris. A deusa Iris atribuiu a cada cor um dom e deu liberdade a cada um para o desenvolver.
Um dia, nas suas longas viagens pelo Universo, descobriu um planeta, dividido em sete Reinos. Os Reinos tinham todos o mesmo tamanho, a única diferença é que cada um tinha o nome de uma das cores do arco-íris. A deusa Iris ficou tão curiosa que resolver visitar um de cada vez.
O REINO VERMELHO
A deusa Íris foi visitar em primeiro lugar o reino Vermelho porque era a primeira cor do arco-íris.
Ao chegar viu um reino vermelho por causa do chão, das árvores, das casas, das flores, animais, dos próprios habitantes e da sua Lua que eram maioritariamente de cor vermelha.

Esse reino tinha muitos vulcões, rios e lagos de lava. Até a água era avermelhada! Também havia pandas vermelhos e alguns animais tinham uma marca, em forma de coração, no seu pelo.
No reino Vermelho, vivia um poderoso feiticeiro real que era responsável “por deixar tudo” da cor vermelha.
Os habitantes, chamados Vermelheanos, eram muito ruivos, feitos de fogo e com a íris dos seus olhos em forma de chamas. Alguns tinham a pele vermelha, outros laranja e outros ainda, pele amarelada.

Os Vermelheanos, ao nascer, traziam a marca do seu dom /poder: amor, perigo ou fogo. Ou seja, uns controlavam o fogo, outros tinham o poder do amor e quando se zangavam ficavam mais vermelhos e maiores. Os habitantes deste reino também eram extremamente rápidos.
As pessoas do reino Vermelho eram muito perigosas para os habitantes dos outros reinos, mas entre si eram muito amorosos, agradecidos e apaixonavam-se muito facilmente. No entanto, ao envelhecer tornavam-se mais agressivos e menos tolerantes.

A deusa Íris achou aquele povo muito diferente, no entanto gostou do reino e dos seus habitantes. Ela também achou que eles podiam melhorar nas suas ações…
O REINO LARANJA
 A Deusa Íris ao chegar ao Reino Laranja ficou encantada com o deslumbrante das paisagens, dos rios com águas límpidas e cristalinas, das praias douradas e como o Sol brilhava pintando o céu com barras alaranjadas que o tornava incomparável.
  Naquele reino tudo parecia ser magnífico, intocável e imaculado. O Sol brilhava todos os dias e todas as noites, sem cessar. As árvores cresciam com tanta rapidez que se tornavam frondosas e únicas. As suas sombras faziam a delícia dos seus habitantes que aproveitavam para se refrescarem.
  
Nesse reino habitavam criaturas com estatura muito baixa e eram tão gordinhos que nos momentos de brincadeira rebolavam nos belos jardins. Tinham pele cor de chocolate, cabelos ruivos encaracolados, olhos arredondados como belas laranjas, rosto sarapintado de sardas e orelhas bicudas.
PrevNext