Book Creator

10.º Geologia

by 10.ºano

Pages 4 and 5 of 15

Loading...
10.ºC Grupo I
Loading...
Loading...
Loading...
Loading...
Eduardo Santos
Francisco Ribeiro
João Rocha
Maria Domingues
Loading...
História cronoestratigráfica do modelo 3D
Loading...
Loading...
Há a formação de uma bacia sedimentar criando os estratos D seguido de L,sabe se que este formou-se no mesozóico pelo princípio da identidade paleontológica porque tem fosseis de amonite que são fosseis de idade do mesozóico. Formou-se seguidamente H também na horizontal e D é o mais antigo e está por baixo; H é o mais recente que está por cima. Respeitam-se assim os princípios da sobreposição de estratos e da horizontalidade.
Pelo aumento da temperatura e da pressão os estratos até ai formados ficam dobrados e depois formou-se uma falha (YY') nao sendo possivel o uso dos principios da estratigrafia apos este acontecimento.
Há a inclusão de uma camara magmática que intercepta os estratos sendo que a inclusão lhes faz metamorfismo de contacto e é mais recente do que esses pelo principio da inclusao.
As rochas que já estavam formadas ficam sujeitas aos agentes erosivos e sofrem erosão.
Forma-se novamente uma bacia sedimentar e criam-se os estratos C, depois o B e o A na horizontal e os de baixo são mais antigos do que os de cima pelos princípios da horizontalidade e da sobreposição dos estratos.
Ocorre a erosão do topo do estrato A.
No estrato C e em E há a intercessão de rochas magmáticas como representa K correspondendo estes ao principio da intersecção em que as intersecções são mais recentes do que as rochas em que se encontram.
por fim há a inclusão de F que forma um dique basáltico que chega á superfície sendo o mais recente do esquema pelo principio da inclusão. Este dista estratos que se formaram juntos com a mesma idade e rochas iguais pelo principio da continuidade lateral.